Câncer Infantojuvenil

O câncer infantojuvenil corresponde a um grupo de várias doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo.

Segundo a Agência Internacional de Pesquisa de Câncer (Iarc, na sigla em inglês), estima-se que em todo o mundo são diagnosticados 215.000 casos todos os anos, em crianças menores de 15 anos, e cerca de 85.000 em adolescentes entre 15 e 19 anos.

É importante ressaltar que os tumores em crianças se desenvolvem rapidamente, colocando em destaque a importância da realização de um diagnóstico precoce, afinal, quando diagnosticado de início e tratado adequadamente em centros especializados, entre 70% a 80% dos pacientes infantis ficam curados.

Esteja atento aos principais sintomas do Câncer Infantil:

Os tipos de cânceres mais comuns são as leucemias, seguido dos cânceres dos sistemas nervoso central e linfático. Os principais sintomas dos cânceres em geral são:

  • Vômitos com dor de cabeça
  • Manchas roxas pelo corpo
  • Crescimento do olho
  • Palidez inesperada
  • Caroços pelo corpo
  • Perda de peso
  • Febre Prolongada

Tratamento de Câncer Infantil:

Há alguns anos atrás, o câncer infantil era tratado da mesma forma que o adulto. Mas, nas últimas décadas, o tratamento evoluiu tanto que especialistas afirmam que os cânceres em crianças e adultos podem ser considerados doenças diferentes.

Em geral no adulto o desenvolvimento do câncer está associado a elementos externos, como cigarro, produtos químicos e a exposição aos Raios-X. Já na criança o surgimento do câncer costuma ter relação com erros de formação, que ocorrem ainda no útero da mãe.

O tratamento do câncer infantil pode incluir cirurgia, radioterapia e quimioterapia e, em alguns casos, um transplante de células-tronco.

Além disso, as crianças reagem melhor ao processo de quimioterapia que os adultos porque seus órgãos são mais jovens e trabalham melhor.

A Casa Ninho acolhe crianças e adolescentes com câncer e transplantados, no momento em que mais precisam até a hora de abrir as asas e voar. Compartilhe essa informação para que mais vidas sejam salvas!