Doar sangue é um ato de amor e cidadania!

A todo momento milhares de vida são salvas porque receberam o sangue de um doador. E para se ter acesso rápido a essa necessidade cotidiana nos hospitais do país, é preciso que todos participem desta ação.

É por isso que a todo momento os bancos de sangue e hemocentros realizam campanhas para conscientização e importância de se doar sangue. É preciso despertar essa consciência, incentivar e aumentar o número de voluntários para assegurar as demandas que surgem todos dias. Assim, a OMS (Organização Mundial da Saúde), escolheu o dia 14 de junho para comemorar o dia mundial do doador de sangue. A data foi instituída em homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner, imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e as várias diferenças entre os tipos sanguíneos. Nesse dia, a campanha reforça o alerta sobre a necessidade das doações voluntárias se tornarem mais frequentes. É uma celebração a vida, um chamado para essa responsabilidade e um convite para exercer a cidadania.

No Brasil, o Ministério da Saúde estipulou o dia 25 de novembro como o dia Nacional do doador de sangue. Uma maneira de agradecer aos doadores e incentivar as doações voluntárias. Esse dia foi escolhido por ser próximo das datas festivas onde há um aumento significativo de internações e assim, aumente-se também a demanda dos hospitais por sangue.

Segundo o Ministério da Saúde, 16 a cada mil habitantes são doadores de sangue, esse número corresponde a 1,6 % da população brasileira.

Os números demonstram que os bancos de sangue mantêm um nível seguro de acordo com as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) que estipula que pelo menos 1% da população seja doadora.

Apesar do Brasil estar acima da faixa estabelecida como segura, se faz necessário o aumento de doadores para manter os estoques mais altos e assim criar maior segurança para enfrentar situações que podem colocar em risco a segurança dos níveis exigidos.

A pandemia gerou queda dos estoques de sangue no país. Houve uma diminuição do número de doadores e fez com que àqueles que eram doadores frequentes, também deixassem por insegurança do momento, de doarem.

Quando as taxas dos bancos de sangue e hemocentros abaixam é preciso ligar o sinal de alerta. Então, para evitar a falta ou baixa do estoque de sangue, a ideia é manter a companha sempre ativa para que todos se unam por essa causa e mais vidas sejam salvas.

Sem risco para os doadores

Uma doação de sangue dá origem a um concentrado de hemácias, um plasma, uma plaqueta e um crio precipitado que pode servir para até 4 pessoas.  São coletados por doador até 450ml e a recuperação é imediata sem prejuízo algum para a saúde de quem está doando o sangue. E para acabar de vez com os mitos a respeito da doação saiba que:

  • Doar não aumenta pressão
  • Não engrossa e não modifica o sangue
  • O Ato é voluntário e não se torna obrigatório depois que se doa a primeira vez
  • Homens podem doar sangue a cada dois meses e mulheres a cada 3 meses
  • O procedimento demora em média 40 minutos e é indolor

O maior benefício recebido ao se doar sangue é saber que você está colaborando para salvar vidas.

Acompanhe quais são os requisitos para se tornar um doador.

  • O doador deve ter entre 16 e 69 anos – menores de 18 anos precisam da autorização dos pais para realizar a doação.
  • Pessoas de 60 anos devem ter doado sangue ao menos uma vez.
  • Devem pesar mais de 50kg.
  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.
  • Evitar alimentos gordurosos nas horas que se antecedem a doação.

Algumas condições podem ser restritivas temporariamente e outras permanentemente para se torar um doador. Durante a triagem esses pré requisitos são verificados para se garantir a segurança para o doador e para o receptor.

Situações restritivas temporariamente:

  • Grávidas.
  • Período pós-gravidez sendo 90 dias para parto normal e 180 para cesariana.
  • Período de amamentação
  • Se houve ingestão de álcool é preciso esperar até 12 horas após o consumo.
  • Se realizou extração de dente é preciso aguardar até 72 horas.
  • Tatuagem ou piercing também são restritivos. É preciso esperar um ano e em alguns casos, como piercing em cavidade oral ou genital, não podem se tornar doadores.
  • Quem está com febre, gripe ou resfriado é preciso aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas.
  • Quem realizou operação de hernia, amigdalectimia ou varizes deve aguardar 3 meses.
  • Outras operações como: colecistectomia, histerectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia, colectomia – segue por 6 meses após a cirurgia.
  • Quem realizou transfusão de sangue: 1 ano.
  • Não ter realizado nos últimos 6 meses exames feitos com endoscópio.
  • Caso tenha se colocado em alguma situação de risco que possa vir a desenvolver doenças sexualmente transmissíveis – o tempo de espera são 12 meses.
  • Quem tem herpes genital ou labial deve aguardar o desaparecimento total da lesão, já sobre a herpes Zoster (vírus VaricellaZoster) é preciso esperar 6 meses após a cura.
  • Quem foi contaminado pelo corona vírus ou trabalha na área da saúde com pacientes portadores do vírus, também sofrem restrições. Há um tempo de espera para quem se vacinou.  A regra geral é esperar por sete dias após cada dose, no entanto, as pessoas que tomaram as vacinas COVAXIN e CORONAVAC, podem doar sangue após 48h.

Permanentemente restritivas

AS situações que são restritivas permanentemente são aquelas cuja as doenças possam ser transmissíveis pelo sangue como:

  • hepatites tipo B e C
  • doença de chagas
  • AIDS
  • Doenças associadas ao vírus HTLV 1 e 2
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis

Malária.

  • Mal de Parkinson.

SEJA UM DOADOR E AJUDE A SALVAR VIDAS!

Um número grande de portadores de doenças crônicas e situações de saúde emergenciais necessitam   todos os dias de receberem doação de sangue.  Assim é o caso dos pacientes com câncer, das gestantes que sofrem hemorragias durante o parto, pessoas com anemias falciforme, pessoas que sofreram acidentes e encontram-se em estado grave, bebês prematuros, cirurgias, entre outras doenças e situações que se faz necessário o uso do sangue e seus componentes.A Casa ninho convida você para se juntar a essa campanha e se tornar também um doador. Vamos Salvar vidas, vamos doar amor!